Saúde Mental é o termo que descreve o nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional de uma pessoa, incluindo sua capacidade de apreciar a vida e procurar equilíbrio entre as atividades e os esforços para atingir a resiliência psicológica.

A saúde mental é um dos principais determinantes do bem-estar de um indivíduo. 

Ansiedade

Pessoas que sofrem de ansiedade podem apresentar queixas como preocupação exagerada ou difícil de controlar, agitação, sobrecarga, incerteza e medo. Podem também notar insônia ou outros distúrbios do sono, diminuição do apetite e uma variedade de queixas físicas, especialmente gastrointestinais e dermatológicas. 

Além do sofrimento psíquico, altos níveis de ansiedade afetam a produção de diversas substâncias no organismo causando impacto no bem estar e na saúde como um todo. 

Pânico

Crises de pânico apresentam-se classicamente com episódios espontâneos de medo intenso que se iniciam abruptamente e duram de alguns minutos a uma hora. No transtorno do pânico, os pacientes experimentam ataques de pânico recorrentes, sendo alguns  sem fatores desencadeantes, durante pelo menos um mês, resultando em preocupação com futuros episódios e suas consequências e mudanças no comportamento como evitar locais ou circunstâncias que possam precipitar crises. 

Depressão

Suas principais características são o embotamento das emoções, do prazer, da alegria, do apetite, da criatividade e das conexões sociais.

Ela pode se manifestar como uma tristeza esmagadora ou uma irritabilidade crônica associada à desesperança, desamparo ou sensação de que a vida perdeu seu significado. 

A depressão atravessa barreiras socioeconômicas, idade e gênero Entretanto, é uma doença com boa resposta ao tratamento com formas estruturadas de psicoterapia e medicamentos, mas abordagens integrativas para a saúde e estilo de vida podem acelerar o tratamento.

Esquizofrênia

A esquizofrenia é um transtorno mental que envolve sintomas psicóticos recorrentes crônicos ou recorrente. Geralmente incluem sintomas positivos, como alucinações ou delírios e fala desorganizada; sintomas negativos, como afeto embotado ou pobreza de fala; e deficiências na cognição, incluindo atenção, memória       e funções executivas.

Embora comumente associada a deficiências no funcionamento social e ocupacional, o curso da doença não é uniforme e o tratamento oportuno e intensivo é importante para uma recuperação funcional no início da doença e inclui gerenciamento e uso adequado de medicação, psicoeducação, terapia ocupacional, psicoterapia individual, educação e emprego apoiado entre outros.

Fobias

A fobia específica é um transtorno de ansiedade caracterizado por um medo clinicamente significativo de um determinado objeto ou situação que tipicamente leva ao comportamento de evitação. Medos fóbicos incluem animais (aranhas, insetos, cães, etc), ambiente natural (altura, tempestade, água, etc), lesão por injeção de sangue (agulhas, procedimentos médicos invasivos), situações (aviões, elevadores, locais fechados, etc) e outros. 

O tratamento das fobias envolve medicações e psicoterapia 

Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar se traduz por episódios de humor em que o pensamen­to, as emoções e o comportamento de uma pessoa alteram­-se durante um período de tempo consi­derável, afetando seu cotidiano.

Pessoas com transtorno bipolar podem experienciar estados de mania, hipomania   e/ou depressão. Por vezes, a pessoa poderá ter apenas alguns sintomas em vez de um episódio propriamente dito.

Contate-me

Se tiver perguntas, entre com contato comigo:

Dra. Natacha Capozzi

Rua Bernardino Fanganiello, 651

Casa Verde - São Paulo - SP

Tel: (11) 965834824